Agravamento do estado do tempo a partir desta sexta-feira – IPMA

O estado do tempo vai sofrer hoje de manhã um agravamento com a passagem de uma superfície frontal fria que vai causar chuva e vento forte, queda de neve e agitação marítima, segundo a meteorologista Cristina Simões.

Esta situação meteorológica levou a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) e a Direção Geral da Saúde a emitir conselhos à população.

“Estamos com um agravamento esta sexta-feira de manhã com a passagem de uma superfície frontal fria que traz alguma atividade. Temos períodos de chuva por vezes forte nas regiões do Norte e Centro, que vai passar gradualmente a regime de aguaceiros que poderão ser localmente fortes e possibilidade de trovoada”, explicou a meteorologista.

De acordo com a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a frequência da chuva vai diminuir ao longo da tarde, prevendo-se apenas a ocorrência de alguns aguaceiros.

“De salientar também a queda de neve a começar nos pontos mais altos da Serra da Estrela durante a manhã acima de 1.400 metros, descendo a quota para os 600/800 no Norte e Centro. Vamos ter também vento forte de sudoeste com rajadas de 70 quilómetros por hora, sendo de 90 nas terras altas, mas diminuindo de intensidade para a tarde”, salientou.

No que diz respeito às temperaturas, Cristina Simões disse que vão descer hoje e sábado entre 10 a 15 graus Celsius, devendo registar-se valores abaixo de zero nas terras altas do Norte e Centro na madrugada de sábado.

“As temperaturas não estão abaixo do valor normal para época. O que aconteceu é que estiveram elevadas e com esta descida nota-se mais o frio”, sublinhou.

Segundo o IPMA, hoje as mínimas no interior Norte vão ser de 02/03 graus, nas Penhas Douradas -2 e na região Sul entre 05 e 07.

“A temperatura máxima descerá igualmente, embora não tão acentuadamente e deverá ser inferior a 13 graus na generalidade do território e com valores inferiores a 06 graus no nordeste transmontano e na Beira Alta”, disse.

Cristina Simões adiantou também que está prevista agitação marítima forte, tendo sido emitido para hoje aviso amarelo e para sábado e domingo aviso laranja, prevendo-se ondas que podem ultrapassar os 06 metros em toda a costa portuguesa.

“No sábado continua o desagravamento, prevendo-se aguaceiros pouco frequentes e vento menos intenso. No domingo já não se prevê precipitação e vai continuar o tempo frio”, disse.

Face à situação prevista, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) recomendou à população que adote comportamentos preventivos em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis.

A ANPC aconselha a população a garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas, a adotar uma condução defensiva, a não atravessar zonas inundadas, a colocar correntes de neve nas viaturas, fixar estruturas soltas e ter cuidado na circulação em zonas arborizadas e junto à orla costeira e zonas ribeirinhas.

Na sequência do agravamento do estado do tempo, também a Direção-Geral da Saúde (DGS) recomendou à população que se proteja do frio e da chuva, mantendo o corpo quente com luvas, cachecol, gorro/chapéu, calçado e roupa quente, utilizando várias camadas de roupa.

A DGS aconselha também a hidratação através da ingestão de líquidos e sopas quentes e no exterior a ter cuidados com o piso, uso de sapatos confortáveis e a evitar quedas.

Fonte: Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *