Alcácer do Sal: Vítor Proença visita obras da ETAR

Obras-C,M,A.S. Aguas Alentejo-26-06-2014 041O Presidente da Câmara de Alcácer do Sal, Vítor Proença acompanhado pela Vereadora Ana Luísa Soares, responsável pela área do Ambiente e Obras Municipais e por técnicos do município, visitou a ETAR de Alcácer do Sal e as obras que já estão a decorrer para a construção do Sistema Intercetor e de adução a Alcácer do Sal.

Obras da responsabilidade da Águas Públicas do Alentejo para melhorar o abastecimento de água à população do concelho. As empreitadas para a construção do Sistema Intercetor de Alcácer do Sal – Fase 3, que vai transportar as águas residuais até à nova ETAR de Alcácer do Sal, e a construção do Sistema de Adução de água, que visa melhorar o abastecimento de água à população estão já no terreno, prevendo-se a sua conclusão em abril de 2015.

O autarca quis inteirar-se dos trabalhos da empreitada do Sistema Intercetor de Alcácer, que entra agora na Fase 3, e que tem como objetivo transportar as águas residuais da parte sul da cidade de Alcácer do Sal até à nova ETAR situada a norte, no Pinhal do Concelho, assim como o sistema Intercetor que tem início na Estação Elevatória EEI, a construir atrás do atual edifício dos Bombeiros e seguirá junto ao rio pela conduta elevatória já instalada na Avenida João Soares Branco até à EE3 a construir no final desta avenida.

Será ainda construída a EE2, localizada em frente ao Edifício Técnico da Câmara de Alcácer do Sal (Abegoaria), que ficará ligada por uma outra conduta elevatória, também já instalada, à EE3. A EE3 terá por função elevar para a nova ETAR, através de uma conduta elevatória com cerca de 5 quilómetros, todo o caudal afluente reccionado da EE1 e da EE2, bem como de um outro ponto de entrega, drenado graviticamente, existente a jusante da EE3. A empreitada a cargo da empresa Tomás de Oliveira, S. A, está orçada em 1.594.866,50 euros, obra, financiada em 70% pelo QREN.

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença (presidente da CIMAL e da AMGAP), considera que “estes dois investimentos são de incalculável valor para o desenvolvimento do concelho sendo fundamentais para captar água de maior qualidade e para uma boa capacidade de reserva, para não faltar água à população”, apelando ainda aos empreiteiros para minimizarem os impactos das obras para que a população não seja prejudicada no seu dia a dia e nas suas rotinas. A preocupação foi igualmente transmitida ao Engº. Silva Costa, do Conselho Administrativo da Águas Públicas do Alentejo, ( a empresa responsável pela adjudicação das empreitadas), que prometeu levar em consideração as palavras do autarca.

Em fase de construção está também a primeira fase da empreitada do Sistema do Alentejo Litoral Norte – Adução a Alcácer do Sal. Obra a cargo da Oliveiras S.A Adjudicada por 972.000,00 euros e com uma comparticipação de 70% pelo QREN, a obra visa aumentar a garantia de abastecimento de água à cidade através da realização de duas novas captações subterrâneas na Ameira, sendo que o transporte da água até ao reservatório do Laranjal ocorrerá através de uma nova conduta elevatória.

As células e câmara de manobras deste reservatório vão ainda ser remodeladas e será instalada uma nova célula de 1.000 metros cúbicos, aumentando a sua capacidade de armazenamento em cinquenta por cento. Uma terceira empreitada em curso é o Sistema de Adução de água, a partir da Mata de Valverde que servirá Alcácer e Grândola. Obra avaliada em 2,8 milhões de euros.

Após a visita a Vereadora Ana Luísa Soares considerou que “a cidade de Alcácer do Sal ficará dotada de uma infraestrutura nova e moderna que permitirá garantir uma otimização da gestão da água ao mesmo tempo que irá melhorar a qualidade da água do Rio Sado, uma vez que o rio deixará de receber os esgotos sem tratamento prévio”.

A Vereadora assegura que estes novos investimentos “representam um salto qualitativo na gestão da água tendo como objetivo fundamental a garantia de uma água de qualidade a longo prazo”.

Também o Engº. Silva Costa descreveu a importância dos investimentos em Alcácer do Sal, referindo que “ após a conclusão da Empreitada do Sistema do Alentejo Litoral Norte – Adução a Alcácer do Sal – 1º Fase, o abastecimento de água e a capacidade de reserva de água vão melhorar, já que o abastecimento passará a ser feito a partir dos novos furos a executar junto à nova estação Elevatória na Ameira, sendo o transporte de água efetuado pelo novo sistema elevatório até ao reservatório do Laranjal, incluindo aqui, a construção de uma nova célula e a remodelação das existentes”.