Bloco de Esquerda quer ser “alternativa” em Santiago do Cacém e já definiu eixos estratégicos

Sob o lema ‘Existe Alternativa em Santiago do Cacém’ foi apresentada, às portas do Castelo da cidade, a candidatura do Bloco de Esquerda nas próximas eleições autárquicas.

Com a presença dos candidatos à Assembleia e Câmara Municipal, Rui Beles Vieira e Bruno Candeias, respetivamente, e de Cármen Figueira, número três na lista à Assembleia Municipal, o Bloco de Esquerda já definiu os eixos estratégicos da sua candidatura. 

Democracia e Participação; Coesão Social; Desenvolvimento Sustentável e Ambiente, fazem parte das prioridades do BE que quer apostar no desenvolvimento de políticas de apoio aos mais frágeis. 

“Queremos apostar no desenvolvimento de politicas de apoio aos mais frágeis, aos vulneráveis da sociedade, precários, desempregados, vitimas de violência doméstica, imigrantes, desalojados, idosos isolados e pessoas com necessidades especiais”, adianta Bruno Candeias. 

Sendo a coesão social a base e a matriz de uma política de esquerda, o candidato à Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Bruno Candeias defende o direito à habitação. “As politicas de habitação devem ser direcionadas para a regeneração urbana e habitação a custos controlados não especulativa e que acabe com os prédios devolutos”, acrescenta o cabeça de lista que tem uma proposta concreta.

“O agravamento do IMI de forma progressiva para prédios devolutos, com uma salvaguarda para situações de comprovada incapacidade financeira em que a autarquia tomaria por posse administrativa os imóveis, reconstruia e colocava no mercado de arrendamento”, explicou.

No que diz respeito ao Desenvolvimento Sustentável, o cabeça de lista entende que o município deve desenvolver políticas de valorização do património cultural, público e natural e com a criação de uma rede de turismo histórico-cultural. “A regeneração das zonas históricas, a valorização do património público e a criação de uma rede de turismo baseada na história e no conceito de uma rede ampliada de museus no município”.

“Deve também apostar na valorização do património natural com uma rede de ecoturismo pelo concelho, turismo de densidade ponderada, sustentável e aliando as características do município”, adiantou.

Bruno Candeias defende ainda a criação de um programa de revitalização da produção e do comércio local com a criação de incentivos para os pequenos produtores.

“Criar uma regulamentação estrita da instalação das grandes superfícies e da concorrência agressiva para os pequenos produtores e para o pequeno comércio. Pela requalificação e ampliação da rede de mercados municipais do município, criar incentivos para a aposta na agricultura biológica de forma a apostar numa economia de proximidade com uma ligação mais direta entre o produtor e o consumidor”, defendeu Bruno Candeias.

Na área do ambiente, o Bloco de Esquerda defende uma aposta clara nas energias renováveis. “Ser o próprio município, o produtor de energia renovável de modo a poder alimentar, numa primeira fase, edifícios públicos, numa segunda fase, passar para a alimentação da via pública e iniciar uma reconversão da frota automóvel do município em carros elétricos e iniciar um projeto de uma rede de transportes públicos municipais”, avançou. 

A aposta nas energias renováveis permitirá, segundo o candidato do Bloco de Esquerda, uma redução na fatura energética e, por conseguinte, um alivio no orçamento camarário que seria aplicado em investimento público.

“Traria a possibilidade de sonhar com projetos adiados há décadas como são exemplo a piscina descoberta na zona rural do município, o centro cultural ou auditório de Vila Nova de Santo André, a requalificação do Cineteatro Vitória em Ermidas ou da Sociedade Harmonia, um Pavilhão de Desportos em Ermidas ou, até mesmo, iniciar um projeto para uma estrada circular a Santiago do Cacém ou a própria Alameda no interior de Vila Nova de Santo André”, exemplificou.

O Bloco de Esquerda vai apresentar candidatura às Assembleias de Freguesia de Santo André, Santiago do Cacém e Ermidas Sado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *