Bombeiros do distrito de Setúbal equacionam integração no DECIF 2018

A Federação dos Bombeiros do distrito de Setúbal diz que não estão reunidas as condições para uma resposta à integração no dispositivo especial de combate a incêndios florestais (DECIF 2018).

Esta é para já a conclusão a que chegaram Federação e associadas após uma reunião geral que se realizou no quartel sede dos Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal, no passado dia 21 de fevereiro. O presidente da Federação dos Bombeiros do distrito de Setúbal, João Ludovico aguarda pela obtenção de respostas por parte do Governo às questões colocadas pelo Conselho Nacional da Liga dos Bombeiros Portugueses. 

“A Liga deu um prazo ao Governo para responder às questões reivindicativas e foi decidido, a par de outros distritos, não responder a nenhuma solicitação sobre o DECIF 2018 até surgirem respostas às solicitações”, adianta.

O responsável lembra que têm sido feitos investimentos avultados nas forças de segurança, ignorando as necessidades dos bombeiros portugueses. “Tem havido um investimento muito grande na GNR e noutras forças e para os bombeiros não se ouve falar nada, quando deviam ser mais reconhecidos e ter mais e melhores condições de trabalho”, reforçou.

Recorde-se que o prazo que a Liga deu ao Governo para responder às suas reivindicações termina esta quarta-feira, 28 de fevereiro. No próximo dia 5 de março, os bombeiros voltam a reunir para deliberar sobre a integração ou não no DECIF 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *