Câmara e Lauak garantem fixação da empresa francesa em Grândola

A Câmara Municipal de Grândola, representada pelo Presidente, António Figueira Mendes e a empresa Lauak Grândola, representada pelo administrador Jean-Marc Charriton, pelo eng. Armando Gomes e pelo eng. Filipe Gomes, outorgaram esta quarta-feira um contrato de promessa de compra e venda de terrenos que se encontram na Zona Industrial Ligeira (ZIL), em Grândola, com a finalidade de construir uma fábrica para produção de componentes para aviões.


Vão ser investidos cerca de 22 milhões de euros e criados, numa primeira fase, mais de 100 postos de trabalho, boa parte qualificados, numero que se prevê aumentar significativamente ao longo dos anos, com a eventual criação de uma outra fábrica.


Para António Figueira Mendes, presidente da CM de Grândola “com este investimento são alcançadas melhorias concretas nas condições de vida das populações, quer dos grandolenses, quer aqueles que pretendam escolher o concelho para viver e trabalhar, assim como o regresso daqueles que tiveram que escolher outros locais atendendo às dificuldades de trabalho que se depararam”.

Fonte: CMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *