Arquivo da categoria: Nacional

Galp Energia avança com mestrado em engenharia do petróleo

ispgArrancou hoje a 1ª edição do mestrado em engenharia do petróleo, uma iniciativa pioneira em Portugal desenvolvida pelo Instituto de Petróleo e Gás e pela Galp Energia, em conjunto com a universidade escocesa Heriot Watt.

O momento foi assinalado numa cerimónia de receção aos novos alunos, onde estiveram presentes o Secretário de Estado Adjunto do Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Pedro Lomba, a Secretária de Estado da Ciência, Leonor Parreira, e representantes do ISPG, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e da universidade Heriot Watt.

O mestrado em engenharia do petróleo é um programa de formação superior que oferece uma experiência de aprendizagem fortemente baseada nas necessidades específicas da indústria de petróleo e gás. O curso tem 12 meses de duração e decorre no campus da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, sendo o inglês o idioma de ensino. O corpo docente é formado por professores da HWU e docentes dos associados científicos e industriais do ISPG.

A primeira edição do mestrado irá receber alunos com idades entre os 24 e os 31 anos de diversas áreas de formação e nacionalidades distintas. Das mil candidaturas recebidas pelo ISPG, apenas 20 foram selecionadas para integrar a primeira turma, preenchendo todas as vagas disponíveis.

O ISPG visa promover o desenvolvimento, transmissão e difusão da ciência e tecnologia aplicada às atividades da fileira energética, em especial do petróleo e gás.

O objetivo é potenciar a competitividade das indústrias de energia através da formação avançada de quadros técnicos e da criação de uma rede de cooperação entre empresas, instituições de ensino superior e outras entidades públicas e privadas de I&D e de inovação industrial.

Share

GNR: Promove ação de sensibilização

gnrAlertar para a necessidade de prevenir os comportamentos de risco inerentes ao consumo de droga e álcool é o objetivo da ação de sensibilização que a GNR promove entre segunda-feira e quarta-feira, junto dos alunos do 9.º e 12.º ano de escolaridade.

Uma nota informativa da GNR adianta que na operação, denominada “Spring Break”, estarão envolvidos 627 militares dos Núcleos Escola Segura, que farão 356 ações de sensibilização em estabelecimentos de ensino.

“Estas ações de sensibilização antecedem as férias escolares do final do segundo período (05 a 21 de abril), altura em que os jovens finalistas do 9.º e 12.º ano realizam as tradicionais viagens de finalistas”, diz a GNR, que, com a iniciativa, pretende “sensibilizar os jovens para os riscos associados ao consumo deste tipo de substâncias”.

Share

Crimes de violência doméstica atingem valores superiores a 2012

violencia_domesticaO crime de violência doméstica aumentou 2,4 por cento em 2013 e foi responsável por 40 homicídios conjugais/passionais, mais três do que em 2012, segundo os principais dados do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) hoje divulgados.

Segundo o documento, morreram vítimas de violência doméstica 30 mulheres e 10 homens.

O documento disponibilizado aos jornalistas indica que no ano passado registaram-se mais 640 participações de violência doméstica contra cônjuges, idosos e crianças, mais 2,4 por cento do que em 2012

No que toca apenas à violência doméstica contra cônjuges, as autoridades receberam 22.247 participações em 2013, mais 681 do que no ano anterior.

Os distritos onde se registou o maior número de casos de violência doméstica foram Lisboa (5.885), Porto (5.142), Setúbal (2.380).

Com mais de mil casos registados constam ainda os distritos de Braga (1.877), Aveiro (1.668), Faro (1.271) e Coimbra (1.130).

Na conferência de imprensa para apresentar os principais resultados do RASI, o secretário-geral do Sistema de Segurança Interna, Antero Luís, manifestou-se preocupado com o aumento do crime de violência doméstica.

“A única preocupação resulta da violência doméstica”, disse, sublinhando que “é muito difícil fazer prevenção no contexto policial”.

“ Ou os casos estão sinalizados e há prevenção a montante da atividade policial, ou então é muito difícil fazer prevenção em crimes desta natureza”, sustentou.

Share

GNR detém 66 condutores com excesso de alcóol

Op Baco  site 1Um total de 66 condutores foram detidos pela GNR, durante a “Operação Baco” de fiscalização rodoviária, por apresentarem uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 gramas/litro, indicou à Lusa fonte da GNR.

A operação, que decorreu entre as 23:00 de sábado e as 07:00 de hoje e que envolveu todos os comandos territoriais da GNR, permitiu fiscalizar 5.246 condutores, sendo que 227 conduziam com excesso de álcool no sangue.

No total, foram elaboradas 563 contraordenações, precisou a fonte.

O balanço final da operação, que incluirá as apreensões e outras infrações cometidas pelos automobilistas, será divulgado segunda-feira pela GNR.

Share

GNR na estrada durante o fim de semana

Op Baco  site 1A GNR vai intensificar, na madrugada de domingo, a fiscalização da condução sob influência de álcool e de substâncias psicotrópicas, estando mobilizados para a operação 1.230 militares, que vão desenvolver 429 ações, indicou hoje a corporação.Segundo a Guarda Nacional Republicana, a operação “Baco”, que se realiza entre as 23:00 de sábado e as 07:00 de domingo, visa também o combate à criminalidade.

Numa nota à imprensa, a GNR adianta que as ações de fiscalização vão estar direcionadas para as vias onde existam dados ou indícios da prática de ilícitos de natureza criminal e onde as infrações por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, sobretudo nos acessos a estabelecimentos de diversão noturna.

No âmbito das operações “Baco” realizadas ao longo deste ano, a GNR testou 11.615 condutores, dos quais 445 conduziam com taxa de álcool superior ao permitido por lei e, destes, 168 foram detidos por conduzirem com taxa crime (igual ou superior a 1,20 gramas por litro).

Apesar da sinistralidade rodoviária e do número de vítimas mortais terem diminuído em 2013, a GNR vai realizar, ao longo deste ano, um conjunto de operações de combate aos acidentes nas estradas, nas quais se insere a operação “Baco”, diz ainda a nota da corporação.

Share