Celebrações dos 50 anos do Poema “Grândola Vila Morena”

Comemorações dos 50 anos do poema Grândola Vila MorenaAnte estreia da peça “No Limite da Dor” no dia 23 de maio às 22 horas no Cine Granadeiro-Auditório Municipal em Grândola

 

A partir do livro “No Limite da Dor” de Ana Aranha e Carlos Ademar, baseado no programa de rádio transmitido pela Antena 1, é uma peça de teatro que nos dá a conhecer os testemunhos reais de três mulheres e um homem, antigos presos políticos no tempo do Estado Novo.

 

Quatro histórias que se entrelaçam numa peça que traz aos espectadores de hoje, a experiência vivida por muitos portugueses às mãos da PIDE, durante os anos da ditadura. Uma profunda reflexão sobre a resistência, o medo, a humilhação, a dor e a dignidade do ser humano – esta é a proposta que fazemos ao espectador de hoje, às novas gerações que provavelmente terão dificuldade em compreender a sua real dimensão.

 

Três mulheres e um homem: Georgina, Aurora, Conceição e Domingos, transitam durante setenta e cinco minutos ante os nossos olhos, mas não são personagens teatrais, são personagens reais que testemunham através da emoção e da técnica de um grupo de actores, experiências por eles vividas e que nos chamam a atenção para a importância dos ideais, das convicções e da família.

 

Encenação a cargo de Julio César Ramirez e interpretação de Ana Ademar, António Revez e Marisela Terra.

 

Em Grândola, até ao final de Maio, Celebram-se os 50 anos do Poema “Grândola, Vila Morena”, e da canção que se transformou no hino deste concelho e que é hoje, igualmente, um hino de resistência e de esperança para milhões de cidadãs e cidadãos em todo o mundo.

 

Entrada gratuita.