Desemprego: União de Sindicatos preocupada com taxa de desemprego

A taxa de desemprego no distrito de Setúbal registou um valor de 17,6% no último mês de maio, de acordo com os números avançados pela União de Sindicatos de Setúbal.

No passado mês de maio, foram contabilizados 64.053 desempregados inscritos nos Centros de Emprego do distrito. Em relação ao mês anterior a percentagem da taxa de desemprego diminuiu 0,3 décimas.

De acordo com a União de Sindicatos de Setúbal (USS), o desemprego feminino representava, 52,4% , sendo de 19,4 a percentagem dos desempregados com idade superior a 55 anos e de 44,7 a percentagem dos desempregados de longa duração.

Os jovens, até aos 25 anos de idade representavam 10,5 por cento do desemprego e os desempregados com formação académica superior representavam 10,5%.

Em relação ao mês anterior verificou-se um aumento da percentagem do desemprego de mulheres, dos desempregados com idade superior a 55 anos e dos desempregados de longa duração e uma diminuição na percentagem do desemprego jovem e dos desempregados com habilitações académicas superiores.

No entender da União de Sindicatos, “as ligeiras reduções” revelam que “não se está a combater o desemprego” uma vez que as “alterações conjunturais não escondem a gravidade do desemprego existente”.

Em comunicado, a USS lamenta a “ausência de qualquer medida de relançamento da atividade produtiva, de melhoria dos salários, incluindo o salário mínimo nacional o que não abre qualquer perspetiva à resolução desta chaga social, bem pelo contrário, perspetiva o seu agravamento”.