Ecoslops investe 14 Milhões de Euros no Porto de Sines e cria 35 novos postos de trabalho

Ecoslops 1A Ecoslops, empresa francesa especializada no tratamento e reciclagem de resíduos petrolíferos de navios, está a investir cerca de 14 Milhões de Euros na evolução tecnológica da ETAL – Estação de Tratamento de Águas de Lastro dos navios, localizada no interior do Terminal de Graneis Líquidos do Porto de Sines.

 

Trata-se de uma profunda intervenção de “revamping”, que inclui a instalação de uma unidade, cujos trabalhos deverão decorrer até ao final do corrente ano. A nova unidade terá arranques faseados das várias subunidades de tratamento dos resíduos líquidos com hidrocarbonetos dos navios, designados por “slops”, e os trabalhos decorrem sem interrupção do processo antigo de tratamento.

A nova unidade será fortemente automatizada e serão criados 35 novos postos de trabalho directos para a sua operação em regime de turnos.

Um dos aspetos mais importantes deste investimento é a instalação de um novo processo inovador de tratamento dos slops, exclusivo a nível mundial e com a designação OW2P/P2R, que junta ao processo tradicional de decantação, para separação da água dos óleos, o tratamento da água com recurso a tratamento biológico.

A tecnologia utilizada (P2R), permite refinar com mais valor os óleos recuperados, permitindo a obtenção de combustíveis marítimos certificados a partir deste tratamento, nomeadamente IFO 380 e Marine Diesel.

Este novo processo de tratamento é mais amigo do ambiente e aumenta os níveis de sustentabilidade ambiental no porto do litoral alentejano.

Em termos de capacidade, a unidade fica habilitada para a recolha e tratamento de 87.000 toneladas de slops por ano, com a recuperação de 33.000 toneladas de hidrocarbonetos.