Escola de Música Tradicional Alentejana abre pólo em Vila Nova de Santo André

A Escola de Música Tradicional Alentejana (EMTA) vai abrir um pólo, em Vila Nova de Santo André, para o ensino da viola campaniça, no concelho de Santiago do Cacém.

Trata-se de uma ‘extensão’ da Escola de Música Tradicional de Odemira, com sede em Odemira, criada por Marco Vieira, ex-baixista dos Pólo Norte, dedicada ao ensino artístico.

“Digamos que é um filho da Escola de Música Tradicional de Odemira para expandir para fora do concelho de Odemira que tem agora pernas para andar depois de ter arranjado mais dois professores e tempo para as deslocações para Vila Nova de Santo André”, explicou Marco Vieira.

O projeto, que esteve dois anos na gaveta, vai ser ministrado, numa primeira fase, em Cercal do Alentejo, Vila Nova de Santo André e Alvalade do Sado, no concelho de Santiago do Cacém e em Aljezur.

“Nesta primeira fase vamos começar com as aulas e a criação de um grupo constituído pelos alunos que frequentam as aulas em Vila Nova de Santo André e mais tarde levar todas as valências que existem em Odemira para este pólo e, até quem sabe, criar a sede da EMTA em Vila Nova de Santo André”, adiantou.

Para além do ensino da musica tradicional alentejana, a escola conta ainda com várias oficinas onde é possível aprender a construir uma viola “típica do Baixo Alentejo” bem como “Casa- Museu Etnográfico, à semelhança de Odemira”, acrescentou Marco Vieira.

A proposta de parceria com a Escola de Musica Tradicional Alentejana foi bem aceite pelo presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova de Santo André, David Gorgulho.

“Aceitámos de imediato o repto que foi lançado e encontrámos no grupo de cante alentejano Vozes Além Tejo um parceiro importante, na cedência de espaço, no Bairro Azul, para que as aulas possam decorrer”, referiu o autarca.

“Estamos a falar do ensino da viola campaniça, do cavaquinho, do bandolim, da viola, viola-baixo, percussões tradicionais e do cante alentejano, além da variedade enquanto junta de freguesia vemos com muito bons olhos o incremento destas aulas” em Vila Nova de Santo André.

As inscrições para a nova Escola de Musica Tradicional Alentejana já estão a decorrer e, segundo Marco Vieira, o projeto tem sido bem recebido por parte da população

As aulas, que se destinam a famílias e alunos a partir dos 6 anos, tiveram início esta semana, em Cercal do Alentejo, e arrancam, em Vila Nova de Santo André, na sexta-feira, dia 12 de outubro. Em Alvalade, as aulas têm início no próximo mês de novembro.

Para além da vila de Odemira, o projeto leva aulas do mesmo género às localidades de São Teotónio, Boavista dos Pinheiros, Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *