FACECO: Debate sobre a valorização da aguardente de medronho

Fotos de Medronhos“Aguardente de medronho – Um produto a valorizar” é o tema do segundo colóquio que vai ser promovido no âmbito da 23ª edição da FACECO – Feira das Atividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira, em S. Teotónio. O medronho vai ser tema de debate no dia 19 de julho,  no auditório do certame.

A aguardente de medronho é uma bebida com tradição de produção e consumo no território odemirense e constitui um suplemento importante para as economias familiares. Neste sentido, o Município de Odemira realiza o colóquio dirigido aos produtores de Aguardente de Medronho, com o objetivo de esclarecer sobre o processo de legalização das destilarias de medronho, bem como quais as infrações que estão associados ao não cumprimento da Lei, dar a conhecer aos empresários ferramentas financeiras para apoiar a criação de destilaria de medronho e discutir a possibilidade de ser criada uma zona demarcada do medronho.

O colóquio conta com a apresentação dos temas “Regime Geral das Infrações Tributárias”, pelo Sargento Fernando Reis (Unidade de Ação Fiscal de Évora), “Ferramentas financeiras de apoio à criação de micro empresas – O caso das destilarias de medronho”, por Maria José (ADL – Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano) e “Zonas demarcadas – Vantagens competitivas na afirmação de um produto/território”, por José da Veiga (Direção Regional de Agricultura do Alentejo). A moderação estará a cargo de Ricardo Cardoso, Vereador da Câmara Municipal de Odemira.

No final será promovida uma sessão prática para dar a conhecer os parâmetros que definem a qualidade da aguardente de medronho, com a participação da especialista Ludovina Galego (Universidade do Algarve).

Também no dia 19 de julho, sábado, pelas 15.00 horas, decorrerá na FACECO o seminário “Crédito Agrícola – contributos para o desenvolvimento económico das regiões”, no espaço da Caixa Agrícola de S.Teotónio, no Pavilhão 2.

A FACECO 2014 é dedicada ao tema “Produtos Locais”, no âmbito do Ano Internacional da Agricultura Familiar.