Ferreira do Alentejo e Ilha do Sal estreitam cooperação socioeconómica

Os municípios de Ferreira do Alentejo e da ilha cabo-verdiana do Sal assinaram um acordo de cooperação socioeconómica, que prevê exportações de produtos alimentares e a criação de rotas aéreas entre Beja e Cabo Verde.

“A Ilha do Sal tem limitações a muitos níveis e importa quase tudo o que consome”, o que é “uma excelente oportunidade para potenciar as exportações de produtos alimentares do Alentejo”, disse hoje à agência Lusa o presidente da Câmara de Ferreira do Alentejo, Aníbal Costa.

O Alentejo, frisou, tem “um elevado potencial agroalimentar” e a Ilha do Sal “constitui uma excelente plataforma para o escoamento de produtos alimentares do Alentejo para abastecimento” daquele município cabo-verdiano.

Neste sentido, explicou o autarca, o acordo, que foi assinado recentemente, durante uma visita sua à Ilha do Sal, pretende “promover intercâmbios comerciais entre os dois municípios e potenciar a vocação exportadora do Alentejo na área dos produtos alimentares”.

Por outro lado, considerando que a Ilha do Sal tem o Aeroporto Internacional Amílcar Cabral e a vila de Ferreira do Alentejo está situada perto do aeroporto de Beja, o acordo pretende também promover a criação de novas rotas aéreas entre Beja e Cabo Verde.

O objetivo é “canalizar, através do aeroporto de Beja, o movimento de passageiros da diáspora cabo-verdiana e captar parte do fluxo de turistas portugueses com destino à Ilha do Sal”, explicou o autarca.

Segundo Aníbal Costa, a transportadora aérea de Cabo Verde (TACV), que é responsável por 53% dos movimentos de passageiros para a Ilha do Sal, poderá realizar operações aéreas com ´toque` no aeroporto de Beja”.

Ou seja, “os aviões saem de países do Norte da Europa, tocam em Beja, onde poderão deixar e levar passageiros, e depois seguem para Cabo Verde”, explicou o autarca.

A Ilha do Sal tem “grandes dificuldades” em várias áreas, como formação, saúde, higiene e segurança no trabalho, e, por isso, “existe um amplo mercado de serviços que podem ser prestados por técnicos de empresas e municípios do Alentejo”.

Neste sentido, o acordo prevê também a promoção de ações comuns entre as câmaras e empresas e instituições de Ferreira do Alentejo e da Ilha do Sal na área do emprego e da formação, como a realização de estágios e intercâmbios profissionais de jovens portugueses e cabo-verdianos.

Fonte: Lusa