Grândola: Sequestrador aguarda julgamento em prisão preventiva

estabelecimento-prisional-regional-de-setubal

O suspeito de tentativa de homicídio da ex-companheira em Azinheira de Barros, Grândola, vai aguardar julgamento no estabelecimento prisional de Setúbal, disse à Lusa a advogada oficiosa do arguido.

O homem, que foi detido na quinta-feira pela Polícia Judiciária, está acusado dos crimes de tentativa de homicídio qualificado, sequestro agravado e violência doméstica, afirmou Fernanda Augusto.

A advogada acrescentou que o arguido foi presente sábado ao juiz de instrução criminal, no tribunal de Setúbal, mas não prestou declarações.

Na sexta-feira, o diretor da Polícia Judiciária de Setúbal disse à Lusa que o suspeito de rapto de uma mulher em Grândola tentou asfixiar a ex-companheira quando se apercebeu de que a polícia lhe estava a entrar em casa.

A mulher que estava desaparecida desde o início desta semana na zona de Grândola, distrito de Setúbal, foi encontrada na sexta-feira com vida, na companhia do ex-companheiro, “mas maltratada”, segundo fonte da PJ.

Vítor Paiva disse que a PJ acreditava que, “mais tarde ou mais cedo, o suspeito regressaria a casa ou já estaria lá”, salientando que pessoas e casas estavam a ser vigiadas há vários dias.

O desaparecimento da mulher residente na zona de Grândola estava a ser investigado pela Polícia Judiciária.

A investigação do caso estava a ser efetuada pela PJ de Setúbal, depois do desaparecimento da mulher ter sido participado no Destacamento Territorial de Grândola da GNR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *