Inauguração de extensão de saúde do Torrão abre guerra entre Câmara de Alcácer e PS

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal (CDU) lamentou esta semana não ter sido informada da inauguração da extensão de saúde na vila do Torrão, prevista para a próxima segunda-feira com a presença do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

Vítor Proença, presidente da Câmara de Alcácer do Sal, criticou a postura da Junta de Freguesia do Torrão no processo, bem como da tutela, e adiantou que enviou um ofício ao ministro da saúde a solicitar o reagendamento da cerimónia.

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, tomou conhecimento de que na próxima segunda-feira, dia 12, será inaugurada a extensão de saúde na vila do Torrão. Esta informação foi dada em comunicado emitido pela própria Junta de Freguesia do Torrão, através da sua página no facebook, sendo que o município não foi avisado previamente, nem pela junta de freguesia em questão, nem pelo Ministério da Saúde, cujo ministro a nota indica que estará presente no evento”, explica a Câmara de Alcácer em nota de imprensa.

De acordo com o documento, o município de Alcácer do Sal enviou um oficio ao Ministério da Saúde “a pedir explicações”, até porque “o edil reuniu recentemente com o ministro Adalberto Campos Fernandes e nada foi falado sobre o assunto”.

A Câmara revela ainda que nesse encontro o “governante assumiu o compromisso de visitar o concelho para debater as necessidades sentidas nas unidades de saúde locais” e exige o reagendamento da inauguração da extensão de saúde.

Tendo em conta o ‘convite’ que a Junta de Freguesia do Torrão está a assumir, substituindo-se à ARS Alentejo e à Unidade Local de Saúde do Alentejo Litoral, o município requer o reagendamento desta inauguração para outra data, caso se confirme o que aqui foi descrito, e repudia esta atitude”, acrescenta o autarquia no documento.

Em resposta, o Partido Socialista de Alcácer do Sal não escondeu a sua surpresa para com aquilo que apelida de ‘birra’ do Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal. O pedido de reagendamento da inauguração é, no entender dos socialistas, “absolutamente lesiva dos interesses da população do Torrão que viu adiada a abertura do referido estabelecimento de saúde pela mão do Presidente da Câmara”.

Em comunicado, o PS de Alcácer do Sal lamentou “a atitude” do presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal. “Ao retardar a inauguração deste importante equipamento, há muito tempo ansiado e merecido pela população do Torrão, por mera necessidade de protagonismo acrescido, vai naturalmente retardar as melhorias nas condições de resposta da área da saúde da população desta freguesia”, referem os socialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *