Litoral Alentejano reforçado com cinco clínicos de medicina geral e familiar

O Ministério das Finanças autorizou o Ministério da Saúde a contratar 290 clínicos de medicina geral e familiar, dos quais cinco são destinados às unidades de saúde do Litoral Alentejano.

O despacho conjunto dos ministérios das Finanças e da Saúde, publicado em Diário da República, na passada terça-feira, autoriza o Ministério da Saúde a contratar 290 médicos, especialistas em medicina geral e familiar, mediante celebração de contratos de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado ou contrato individual de trabalho sem termo.

O documento identifica os serviços e estabelecimentos de saúde e respectivas unidades funcionais como carenciados, na área de medicina geral e familiar, que devem ser contemplados com a colocação de um total de 290 clínicos. Para a região estão definidos, no total, 57 médicos a distribuir pelos três agrupamentos de centros de saúde e pela Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano.

Para a Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano estão previstos cinco médicos que serão distribuídos pelas Unidades de Saúde Personalizados de Sines (2), Santiago do Cacém (2) e Odemira (1).

O despacho adianta que a medida dispensa a obrigatoriedade definida no Orçamento do Estado para 2017 de serem iguais ou inferiores aos registados em 31 de Dezembro de 2016 os gastos com pessoal.

Ainda segundo este despacho, importa viabilizar a contratação destes profissionais, “com a maior celeridade possível, permitindo, assim, a sua colocação nos serviços e estabelecimentos onde se denotem as maiores carências deste grupo de pessoal com as qualificações profissionais” que estão em causa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*