Mantém-se impasse para constituir executivo em Santo André (c/áudio)

Mantém-se o impasse na Junta de Freguesia de Santo André que, ontem à noite, durante a reunião da assembleia para a instalação daquele órgão, voltou a rejeitar as cinco propostas apresentadas pela bancada da CDU para a eleição dos 4 vogais do executivo.

A oposição, composta por quatro deputados do PS, dois do PSD e um do Bloco de Esquerda, quer ter a maioria mas a CDU, que elegeu seis elementos, não concorda afirmando que isso seria “subverter” o resultado das eleições autárquicas.

Recorde-se que, no passado dia 17 de outubro, os deputados não chegaram a um acordo e a tomada de posse do executivo da junta ficou adiada devido à rejeição da lista proposta.

Na última noite, a CDU procurou entendimento apresentando cinco propostas para formar executivo com cada uma das forças politicas e uma proposta incluindo dois dos partidos com assento na assembleia de freguesia que foram rejeitadas com seis votos a favor e sete contra.

Sem mais propostas, o presidente da Junta de Freguesia de Santo André, David Gorgulho optou por reunir à porta fechada com a bancada do Partido Socialista, que durante a sessão da assembleia de freguesia, manifestou vontade em apresentar uma proposta para constituição de executivo.

A reunião também foi inconclusiva e ficou marcada nova sessão da assembleia de freguesia para o próximo dia 15 de novembro.

Em declarações aos jornalistas, Vítor Correia, do Partido Socialista defende a representatividade de todas as forças politicas no executivo da Junta de Freguesia de Santo André.

 

David Gorgulho, presidente da Junta de Freguesia de Santo André olha para esta situação com preocupação, tendo em conta os salários dos funcionários que poderão estar comprometidos caso não seja encontrada uma solução.

 

Para já, novas eleições não estão nos horizontes da oposição, garante Vítor Correia que não quer inviabilizar a gestão autárquica e os vencimentos dos funcionários.

 

No final da reunião, David Gorgulho voltou a repetir que a CDU não fecha as portas a qualquer tipo de acordo.

 

Recorde-se que a assembleia de freguesia de Santo André é composta por 13 elementos (6 da CDU, 4 do PS, 2 do PSD/CDS-PP e 1 do BE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*