Mês do coração: Tabagismo é a principal causa das doenças cardiovasculares

campanha_contra_o_tabagismo‘Nascido para ser Ativo’ é o lema deste ano das comemorações do mês do coração que se assinala até ao final de Maio. O tabagismo continua a ser uma das principais causas das doenças cardiovasculares

Rita Paulo

O tabagismo continua a ser uma das principais causas da doença cardiovascular. Quem o diz é Hugo Mendonça, enfermeiro da Unidade Local de Saúde de Odemira.

Neste mês de maio, em que se assinala o mês do coração, instituído nacionalmente pela Fundação Portuguesa de Cardiologia, Hugo Mendonça, dá a sua visão de vida saudável.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, em Portugal, o consumo de tabaco atinge cerca de 20 a 26% da população, com predomínio de três homens e meio para cada mulher.

O tabagismo causa um grande prejuízo à saúde pública, visto que é responsável pela diminuição da qualidade e duração de vida. E para além disso trata-se de um fator de risco para o fumador e para todos aqueles que se encontram frequentemente expostos ao fumo passivo.

Segundo Hugo Mendonça, grande parte da população que recorre à Unidade Local de Saúde de Odemira com doenças Cardiovasculares, é fumadora

Hugo Mendonça acrescenta ainda o principal problema do tabagismo.

As doenças cardiovasculares são 2 a 4 vezes mais frequentes nos fumadores.

Deixar de fumar é a medida preventiva mais eficaz para diminuir os riscos de enfarte do miocárdio, angina de peito, doença arterial periférica e acidente vascular cerebral.

O lema deste ano para todas as comemorações do mês do coração é “Nascido para ser ativo” e conta com várias iniciativas em todo o país.