Nacional: Balcão da Inclusão aberto em todos os distritos do país

balcao_inclusao

Todos os distritos do país têm, um Balcão da Inclusão, destinado sobretudo às pessoas com deficiência, com a inauguração de Portalegre e Castelo Branco, sendo que os sete balcões ­piloto receberam já quase 6 mil atendimentos.

Os primeiros seis balcões foram inaugurados em finais de abril, tendo começado a funcionar nos centros distritais da Segurança Social de Lisboa, Porto, Setúbal, Faro, Viseu e Vila Real, além de um outro que já funcionava no Instituto Nacional de Reabilitação (INR), em Lisboa.

Em declarações à agência Lusa, a secretária de Estado explicou que depois dos primeiros balcões­piloto, a rede de balcões começou a ser alargada na segunda­feira, com a abertura de mais 10.

De acordo com Ana Sofia Antunes, foram feitos 5.813 atendimentos nesses sete balcões, no período de sete meses, entre o dia 01 de maio e 30 de novembro, o que, para a governante, mostra que a criação do Balcão da Inclusão revelou ser “uma aposta acertada”, cuja falta era sentida pelas pessoas com deficiência e pelas suas famílias.

Por outro lado, revelou que, já a partir de janeiro, esta resposta será alargada graças a uma parceria com as autarquias, que vai permitir abrir Balcões da Inclusão em vários serviços municipais de atendimento ao público. Desta forma, sublinhou a governante, será possível “chegar e dar respostas muito mais perto das pessoas”, acrescentando que ficará ainda mais satisfeita quando tiver os balcões “ainda mais perto das pessoas”.

De acordo com a secretária de Estado, houve necessidade de realizar obras em vários centros distritais por causa dos novos balcões, de modo a garantir a acessibilidade, sendo que as intervenções também serviram para tornar os balcões aptos a receber pessoas com deficiência, além de preparar todo o material informativo em formatos acessíveis, não só papel, mas também braille.

Relativamente a uma possível criação de um Balcão da Inclusão nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, Ana Sofia Antunes explicou que esta é uma matéria que depende da iniciativa das ilhas, acrescentando que já foi contactada pela Madeira para a abertura de um balcão no Funchal, já a partir de janeiro

Fonte: LUSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*