Número de dormidas turísticas aumentam no concelho de Santiago do Cacém

O número de dormidas turísticas no concelho de Santiago do Cacém aumentou cerca de 30,9% nos últimos dois anos, divulgou a Câmara de Santiago do Cacém, com base nos dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE).

O crescimento é considerado positivo pelo presidente da Câmara de Santiago do Cacém tendo em conta os proveitos e benefícios económicos para quem investe no concelho.

“Há um crescimento de 30,9 por cento relativamente a 2016 que demonstra um crescimento brutal e se compararmos os últimos três anos praticamente duplicou o número de dormidas, passamos de 50 mil dormidas para mais de cem mil”, sublinhou o autarca.

Este aumento da procura, por parte dos turistas quer nacionais, quer estrangeiros, reflete segundo o autarca “a estratégia que a Câmara Municipal tem vindo a desenvolver nos últimos anos”.

“É o reflexo de várias coisas e uma delas é a estratégia que a Câmara tem vindo a incutir nos últimos anos, por um lado com a revisão do Plano Diretor Municipal, em vigor há três anos, e que possibilitou um conjunto de investimentos nos últimos anos na área do turismo”.

Por outro lado, a “promoção do município” com a “criação de um conjunto de iniciativas, como o Festival Gastronómico, Festival da Enguia e o Festival do Tomate, a presença na BTL (Bolsa de Turismo de Lisboa), aposta nas feiras que têm atraído cada vez mais pessoas”, acrescentou.

O autarca reconhece ainda o papel da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERTAR) tem tido “um papel muito importante na promoção” de todo o território alentejano, o que tem como consequência “este crescimento do número de visitantes”.

Apesar do crescimento do turismo, a nível nacional, “ter tido passos muito significativos”, o município de Santiago do Cacém “registou um crescimento superior à média nacional” e, entre os 58 concelhos do Alentejo e da Lezíria do Tejo, que integram a ERTAR, “somos o quinto concelho com o maior número de dormidas turísticas”, reforçou.

“O concelho de Santiago do Cacém continua a distinguir-se com um aumento de dormidas que ultrapassou a barreira das 100 mil por ano, já em 2016 o resultado tinha sido muito positivo chegando às 76 mil, o que significa um aumento de 30%”, acrescentou a autarquia em comunicado.

Em termos relativos, a variação no número de dormidas, no conjunto dos dois últimos anos (2015-2017), destaca-se, quando comparada com qualquer outra unidade territorial do Alentejo, apresentando a maior taxa de crescimento de dormidas, 55,7%.

Relativamente a proveitos totais dos estabelecimentos hoteleiros, ou seja as despesas de alojamento, de refeições e de outros serviços turísticos, variável esta que pode dar uma indicação da evolução do impacto da dinâmica turística na economia local, o Concelho de Santiago do Cacém ultrapassou, em 2017, a barreira dos 5 milhões de euros o que representa um crescimento de 46%.

Do ponto de vista qualitativo, no Município de Santiago do Cacém o peso das dormidas em unidades de Turismo Rural e de Alojamento Local no total das dormidas atinge os 50%. Este valor é substancialmente superior ao valor médio do Alentejo Litoral de 32%, conclui o município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *