Odemira: Orçamento Participativo entra na fase final de entrega de propostas

Assembleia Participativa sobre Orçamento ParticipativoTermina no final de junho a fase de apresentação de propostas para Orçamento Participativo (OP) de Odemira, processo que desafia os odemirenses a participar na gestão de um total de 500 mil euros do Orçamento Municipal.

As propostas para investimentos públicos, no valor máximo de 125 mil euros cada, devem incidir nas áreas de competência do município, promovendo investimentos de âmbito coletivo.

Depois da análise técnica e validação, as propostas serão colocadas a votação, que decorrerá durante os meses de outubro e novembro, via on-line, no Balcão Único e na mesa de voto itinerante que irá deslocar-se às freguesias. As propostas mais votadas, até ao montante global de 500 mil euros, serão incluídas no Orçamento Municipal de Odemira para 2015.

Podem apresentar propostas todos os cidadãos com idades a partir dos 16 anos, residentes, trabalhadores ou estudantes no concelho de Odemira, assim como representantes de organizações da sociedade civil.

A fase de apresentação de propostas para o OP decorre desde o início de abril e termina no dia 30 de junho, sendo possível apresentar propostas via Internet, através da página www.op-cm-odemira.pt.

A autarquia promoveu seis Assembleias Participativas, espaços públicos de debate e de apresentação de propostas para investimentos públicos, que decorreram nas localidades de Santa Clara-a-Velha (9 de maio), Longueira (16 de maio), Colos (23 de maio), Zambujeira do Mar (30 de maio) e S. Luís (11 de junho). Será ainda promovida uma Assembleia Participativa especial, dedicada aos Conselhos Municipais.

O Orçamento Participativo de Odemira tem por objetivo fomentar a democracia participativa, onde os cidadãos apresentam propostas de investimentos e decidem, através de votação, as propostas a incluir no Orçamento Municipal do ano seguinte, com vista à melhoria da qualidade de vida no concelho.