Odemira: Santa Clara-A-Velha recebe primeira assembleia do “Orçamento Participativo”

orçamento participativoA primeira assembleia participativa do “Orçamento Participativo” (OP) 2014 da Câmara de Odemira, realiza-se esta noite na Casa do Povo de Santa Clara-a-Velha.

 

Seguem-se as assembleias em Longueira (16 de Maio, no Centro Sócio-cultural), Colos (23 de Maio, na antiga escola primária), Zambujeira do Mar (30 de Maio na sede da Associação Cultural, Recreativa e Desportiva local) e São Luís (6 de Junho, na Sociedade Recreativa Musical Sanluizense).

A ultima assembleia, agendada para 13 de junho, em Odemira, é exclusivamente dedicada aos diversos conselhos municipais. Ao todo serão realizadas seis sessões, nas quais as populações do concelho poderão apresentar os projetos que gostariam de ver inseridos no orçamento municipal do próximo ano.

Contribuir para uma maior aproximação ”entre as políticas públicas e os cidadãos”, assim como “potenciar o exercício da cidadania participativa, ativa e responsável”, é o principal objetivo destas assembleias.

O OP 2014 apresenta algumas novidades face aos anos anteriores, a começar pelo valor máximo de cada proposta a apresentar: 125 mil euros (contra os 200 mil das edições anteriores). O facto de os cidadãos terem a oportunidade de votar duas vezes, desde que os seus votos não incidam na mesma proposta ou freguesia e a possibilidade de qualquer freguesia ter propostas vencedoras e anos consecutivos, são algumas das novidades da inciativa em 2014.

“O que se pretende é que os cidadãos olhem para este ‘Orçamento Participativo’ como algo que diz respeito ao colectivo e valorizem os projectos de âmbito mais descentralizado e não apenas localizados na sua própria freguesia”, justifica ao “CA” o vereador Ricardo Cardoso.