País: Zeca Afonso vai ser recordado ao longo do ano

Concertos, exposições e outras criações sob o lema ‘Insisto não ser tristeza’ assinalam, um pouco por todo o país, as comemorações dos 30 anos da Associação José Afonso e do cantautor que lhe deu nome.

“Insisto não ser tristeza” – um verso de José Afonso – é o mote das comemorações, disse Francisco Fanhais, presidente da associação, acrescentando que estas visam igualmente “não fazer perder a memória do Zeca no coração das pessoas”.

Lisboa, Setúbal, Braga, Faro, Santiago do Cacém, Santo André, Aveiro, Seixal, Almada, Évora, Santarém, Agualva-Cacém, Abrantes e Bruxelas são os locais onde irão decorrer as iniciativas, entre as quais está previsto um concerto com o cantor Patxi Andión, em junho, em Évora.

Um concerto intitulado ’30 anos’, com Francisco Fanhais e Pedro Fragoso, a 04 de fevereiro, na Casa da Cultura de Setúbal, é o primeiro de vários que reunirá, entre outros, Fanhais, um dos companheiros de sempre de Zeca, e Rui Pato, que aos 16 anos começou a acompanhar Zeca Afonso em Coimbra.

‘Desta canção que apeteço’, o título de uma exposição sobre a obra discográfica de José Afonso, ‘Geografias de uma vida’, título de outra exposição, e ’30 anos da AJA’ são títulos de exposições que vão estar patentes em Évora, Mira-Sintra, Santarém, na Fundação Oriente, em Lisboa, Abrantes, Almada, Santo André, Santiago do Cacé, no Thêatre Molière (Bruxelas), Leiria, Évora, Setúbal e Faro.

A Associação José Afonso foi criada a 18 de novembro de 1987 por uma série de amigos de José Afonso, atualmente tem o estatuto de entidade de Utilidade Pública e conta com núcleos no Porto, em Aveiro, Coimbra, Santarém, Lisboa, Almada, Seixal, Setúbal, Évora, Vila Real de Santo António, entre outras cidades, bem como na Bélgica.

Fonte: Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *