Polícia Marítima investiga derrame de hidrocarbonetos no porto de Sines

A Polícia Marítima já iniciou o processo de investigação do derrame de hidrocarbonetos ocorrido hoje no porto de Sines, distrito de Setúbal, disse à agência Lusa o capitão do porto alentejano, Sá Coutinho.

De acordo com o comandante, o derrame ocorrido no interior da área portuária, no início de manobras de trasfega, foi “perfeitamente contido” pelo pessoal da Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), que vai proceder às operações de limpeza.

Fonte da APS adiantou à Lusa que o derrame ocorreu no terminal de granéis líquidos no porto de Sines.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, o alerta foi dado às 14:14, quando um barco estava a fazer a trasfega de hidrocarbonetos e se partiu “um braço da manga”.

“Houve um pequeno derrame para a água, mas já foi feita a contenção e está a ser recolhido o produto”, relatou a mesma fonte.

O capitão do porto de Sines referiu que o derrame foi contido com a colocação de barreiras junto ao navio-tanque atracado e a APS “já tomou as diligências necessárias para proceder à recolha do produto que caiu à água”.

“A Policia Marítima já está a fazer diligências no local e a recolher amostras para efeitos de procedimento de investigação do ocorrido”, adiantou o comandante Sá Coutinho.

As operações envolvem 30 elementos, três embarcações e dois veículos da APS e duas viaturas e cinco operacionais da Polícia Marítima, referiu a fonte do CDOS de Setúbal.

Fonte: Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *