Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal diz que “redução da verba da empreitada do IC1 vai ser prejudicial”

O Presidente da Câmara de Alcácer do Sal reforçou esta semana o alerta deixado pela Comissão de Utentes do IC1 em relação ao atraso nas obras do troço do Itinerário Complementar que liga as cidades de Grândola e Alcácer do Sal.

Na semana passada, a Comissão de Utentes denunciou atrasos no arranque das obras de requalificação daquela via, anunciada pelo Ministro das Infraestruturas e Planeamento para janeiro deste ano.

Em declarações aos jornalistas, à margem da conferência de imprensa de apresentação do programa da 28.ª edição da PIMEL, Vítor Proença diz não ter sido informado sobre os motivos dos atrasos.

Para além de criticar os atrasos, o autarca recorda que a redução do investimento em cerca de 1,8 milhões de euros vai ser prejudicial para a empreitada. Vítor Proença diz que o município não vai baixar os braços.

As “grandes obras” de requalificação desta estrada entre Alcácer do Sal e Grândola, foram anunciadas pelo ministro Pedro Marques, em abril de 2017, orçadas, na altura, em 6,4 milhões de euros.

Em janeiro, a IP anunciou a adjudicação da empreitada, num total de 15,7 quilómetros, mas contemplando já um investimento mais reduzido, de 4,6 milhões de euros, com um prazo de execução de nove meses.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *