Notice: Trying to get property of non-object in /home/antenami/public_html/wp-content/plugins/styles/classes/styles-customize.php on line 150

Riqueza do Cercal do Alentejo é “a sua dispersão” diz Álvaro Beijinha

O presidente da CM de Santiago do Cacém fez um balanço positivo da primeira etapa da Presidência nas Freguesias que arrancou, esta semana, na freguesia de Cercal do Alentejo.

Durante quatro dias, o executivo municipal visitou uma freguesia “muito dispersa” onde o setor do turismo tem vindo a ganhar relevo, não só em número de visitantes como em novos investimentos em unidades turísticas e em projetos como a Rota Vicentina, realça Álvaro Beijinha.

“É essa dispersão que faz a riqueza desta freguesia que é um bom exemplo daquilo que a autarquia tem vindo a procurar e no setor turístico. Esta freguesia tem unidades turísticas em espaço rural, que são referências a nível nacional, e é atravessada pela Rota Vicentina, que é um projeto que tem atraído, cada vez mais, pessoas ao nosso território. Recordo que, recentemente, assinamos um protocolo para criar mais três sub-rotas no nosso concelho, duas delas nesta freguesia que é uma das mais relevantes do ponto de vista turístico”.

“A nossa presença aqui passa por aprofundar cada vez mais o nosso conhecimento sobre este território”, frisou. 

A deslocação à freguesia do Cercal do Alentejo contemplou, entre outras, uma visita à Casa do Povo e ao terreno onde vai ser construído o futuro lar para idosos; a assinatura do protocolo entre a Câmara Municipal e a Associação Humanitária dos B.V do Cercal para apoio às obras do quartel e uma visita ao lugar do ‘Olhar Feliz’, um projeto de um empresário francês que desenvolve uma pequena produção de citrinos para a cozinha gourmet.

O presidente da Junta de Freguesia de Cercal do Alentejo vê nestas iniciativas uma forma de “contacto direto” com as populações, movimento associativo e empresários. Para António Albino esta é também uma oportunidade para transmitir algumas das preocupações e problemas ao executivo municipal. “No decorrer da visita vamos vendo algumas propostas por resolver e outras que já estão faladas para dar resposta às necessidades da freguesia e também das populações”, explicou.

No início de mandato, o presidente da Junta de Freguesia adianta que a aposta passa “pelo desenvolvimento económico” com a atração de novos investimentos para o Parque Empresarial do Cercal do Alentejo. “Temos cada vez mais pessoas interessadas em lotes e isso também nos satisfaz porque traz criação de emprego e a nível turístico também nos apraz esta conjuntura de obras que estão para acontecer”, acrescentou. 

A etapa contemplou ainda uma visita ao parque de empresas do Cercal do Alentejo, uma reunião com o movimento associativo da freguesia e deslocações às localidades de Pouca Farinha, Aldeia do Cano e Catifarras, onde o executivo teve oportunidade de acompanhar os trabalhos de construção do Salão Comunitário, a cargo da Associação de Moradores das Catifarras.

“Este é um projeto que está em construção há mais de quinze anos. O ano passado atribuímos um apoio financeiro de cinco mil euros para ajudar na reconstrução e, este ano, já tem cobertura e está mais adiantada. Na aldeia do Cano já existem arranjos exteriores com estacionamento, passeios e espaços verdes e estamos a equacionar a colocação de um parque infantil”, adiantou o autarca. 

Uma obra que, no entender de Álvaro Beijinha, é o exemplo da política seguida pela autarquia no “combate às assimetrias”.

Abela é a próxima etapa da 5ª edição da Presidência nas Freguesias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *