Santiago do Cacém: Câmara dá tolerância de ponto na sexta-feira

O município de Santiago do Cacém vai dar tolerância de ponto na próxima sexta-feira, 12 de maio, com a vinda do Papa Francisco a Portugal.

O Governo resolveu dar tolerância de ponto aos funcionários da administração pública, que estão assim dispensados na sexta-feira, primeiro dia da visita do papa Francisco a Portugal.

Além de Santiago do Cacém, também as câmaras de Sines, Grândola e Alcácer do Sal aderiram, à exceção de Odemira, que tal como em 2010, aquando da visita do papa Bento XVI a Portugal, resolveu não dar tolerância aos seus funcionários.

De acordo com o presidente da CM de Santiago do Cacém, “o país tem uma forte componente católica e por isso fazia sentido dar a tolerância”.

Em Sines, segundo disse à Lusa o presidente do município, Nuno Mascarenhas (PS), o próprio regulamento interno de funcionamento “prevê que, no caso de tolerâncias de ponto atribuídas pelo Governo”, sejam “também concedidas aos trabalhadores”, estando previsto manterem-se contudo ativos na sexta-feira os “serviços de limpeza, vigilância e de transportes urbanos”.

No despacho, assinado pelo primeiro-ministro, António Costa, explica-se que a tolerância de ponto abrange todos os trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado, sejam eles centrais ou desconcentrados, e nos institutos públicos. 

Com* Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *