Santiago do Cacém: Cuba disponível para reforçar contingente de médicos cubanos em Portugal

embaixadoracuba_hla

O Estado cubano está disponível para reforçar o contingente de médicos cubanos em Portugal com a vinda de mais quarenta profissionais, garantiu esta quinta-feira a embaixadora de Cuba em Portugal.

Durante uma visita ao Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, Johana Tablada de la Torre mostrou vontade em ampliar a parceria entre os dois países.

Para que o reforço se concretize basta ultrapassar o impasse na reorganização do governo português, adiantou a diplomata, que diz existirem todas as condições para avançar.

Para o presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARSA), José Robalo, são “boas noticias” para a região do Litoral Alentejano onde os concursos para fixação de médicos têm ficado sucessivamente desertos.

O presidente da ARS Alentejo reconheceu que as divergências de pagamentos ao Estado cubano, que se arrastaram durante algum tempo, e que poderiam ter posto em causa a continuidade destes profissionais no Litoral Alentejano, foram ultrapassadas.

Na região do Litoral Alentejano existem 26 mil utentes sem médico de família, números que preocupam a Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano que quer a todo o custo reforçar o quadro de profissionais na área da medicina geral e familiar.

O presidente do conselho de administração da ULSLA, Jorge Sanches espera que este reforço médico seja efetivado nos próximos meses.

No âmbito do acordo entre Portugal e Cuba, o Litoral Alentejano recebeu um contingente de 12 médicos cubanos que reforçaram as equipas de medicina geral e familiar e que prestam cuidados médicos a 23 mil utentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*