Santiago do Cacém: Dezenas de pais em protesto pela falta de funcionários (c/ audio)

Dezenas de pais e alunos do agrupamento de escolas de Santo André juntaram-se, esta segunda-feira, à porta da Escola Secundária Padre António Macedo, para protestar contra a falta de funcionários.

Dos 43 funcionários, apenas, quinze estão em funções, pondo em causa a segurança dos alunos. Por isso, os encarregados de educação decidiram, esta segunda-feira, não levar os alunos à escola, explica José Carlos Pereira, presidente da Associação de Pais da Escola nr 2.

Presidente da Associação de Pais da Escola nr 2 diz que há dias em que só há uma funcionária para 140 alunos 

De acordo com José Carlos Pereira, os pais de Santo André querem dar o exemplo a outros encarregados de educação que, a nível nacional, se debatem com este problema nas suas escolas.

Envergando cartazes a denunciar a falta de funcionários nas escolas daquele agrupamento e a exigir a resolução do problema, os pais que se juntaram à porta da sede do agrupamento manifestaram as suas preocupações.

Os pais impediram os alunos de irem à escola e querem o problema resolvido

Solidário com a luta dos encarregados de educação, o vereador Norberto Barradas, também esteve presente na concentração.

O autarca diz que o número de auxiliares deveria ser mais e a Câmara Municipal já exigiu do Ministério da Educação a possibilidade de contratação de mais auxiliares.

Recorde-se que a maioria dos 43 funcionários está de baixa médica e apenas 15 prestam auxilio aos 1500 alunos distribuídos pelas seis escolas do agrupamento de Santo André.

Durante a manhã, os pais e encarregados de educação vão manter-se à porta da sede do agrupamento, na Escola Secundária Padre António Macedo, em Vila Nova de Santo André.

Clique para ouvir o direto da jornalista Helga Nobre que acompanhou o protesto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *