Santiago do Cacém estuda geminação com cidade húngara

A Câmara de Santiago do Cacém está a equacionar um acordo de geminação com a cidade de Szombathely, na Hungria tendo o município alentejano efetuado um convite para uma parceria futura, durante a visita de uma delegação húngara ao concelho, no âmbito do encerramento do Festival Terras Sem Sombra, em Santiago do Cacém, confirmou o presidente da Câmara Municipal.

O encontro resultou da visita do município de Santiago do Cacém à Hungria, em janeiro deste ano, onde o edil tomou conhecimento da existência de uma cidade com vestígios romanos, à semelhança de Santiago do Cacém.

Fomos recebidos pelo vice-presidente do Parlamento onde tivemos a oportunidade de apresentar o Concelho de Santiago do Cacém. Ao falar das Ruínas Romanas de Miróbriga o responsável húngaro referiu que a sua cidade de proveniência tinha, igualmente, uma forte herança Romana. Considerei essa ligação interessante e convidei-o para visitar o nosso Município e assistir aos concertos, tendo em conta que o país convidado era a Hungria”, recordou.

Através da Embaixada da Hungria em Portugal e da Associação de Amigos Portugal /Hungria, estabeleceu-se uma forma de uma delegação composta pelo vice-presidente e um vereador da Câmara local e uma diretora do Museu da cidade de Szombathely, visitarem Santiago do Cacém”, explicou Álvaro Beijinha.

A visita aconteceu no passado dia 30 de junho e os representantes daquela cidade húngara, que, à semelhança de Miróbriga, tem vestígios romanos, “tiveram a oportunidade de visitar o sítio arqueológico” tendo sido estabelecido “o principio de uma parceria futura, sendo a época romana o elo de ligação”, acrescentou o autarca.

Com cerca de 80 mil habitantes, Szombathely é, de acordo com Álvaro Beijinha “uma das cidades mais importantes da Hungria” com quem Santiago do Cacém pode vir a estabelecer acordos futuros.

Estamos a falar de parcerias através de universidades que desenvolvem várias ações no sitio arqueológico de Miróbriga, como por exemplo a Universidade Nova que está a fazer escavações naquele campo e, também, do ponto de vista turístico pode vir a ser um fator importante de atração de visitantes húngaros ao concelho”, sublinhou.

Recorde-se que Santiago do Cacém firmou, em 2007, uma geminação com Santiago de Compostela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *