Santiago do Cacém: Henrique Madeira elogia prestigio do Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca

premiomanueldafonseca_henriquemadeira_10ºedicao

O vencedor da 10ª edição do Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca elogiou “o perfil” e o “prestígio” do prémio literário instituído pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém em 2004.

Henrique Madeira falava aos jornalistas à margem do lançamento do livro vencedor ‘Contos Infalíveis’ que se realizou, no último sábado, na Biblioteca Municipal de Santiago do Cacém

 

O professor universitário, que participou pela primeira vez neste prémio com o pseudónimo José Joaquim Marcelino Madeira, conta seis histórias que se revelaram um autêntico “desafio” para o autor.

 

Premiado pelo júri pelo domínio da escrita, linguagem ágil, originalidade na construção dos enredos, diversidade de ambientes, inclusão de alusões literárias em registo de subtexto e pelos finais bem encadeados”, bem como pela “forma como o início do primeiro conto e o estilo literário do último se completam” Henrique Madeira vê neste prémio um estímulo para continuar a escrever.

 

O vereador com o pelouro da cultura na Câmara de Santiago do Cacém, Norberto Barradas recordou que o ano passado concorreram ao prémio 22 contos “genuínos” o que deixa antever que a participação irá de futuro “aumentar”.

 

Divulgar a obra de Manuel da Fonseca e promover novos escritores são alguns dos objetivos do Prémio Nacional de Conto, adiantou o autarca.

Herminia Fonseca, viúva do poeta Manuel da Fonseca, mostrou-se mais uma vez sensibilizada com a homenagem que este prémio faz ao escritor de Seara de Vento

O Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca, instituído pelo Município de Santiago do Cacém e concedido bienalmente, tem um valor pecuniário de 4000 euros para a obra vencedora selecionada pelo júri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *