Santiago do Cacém: Placa evoca 120 anos do 1º automóvel em Portugal

IMG_8792[1]

Santiago do Cacém assinalou este sábado os 120 anos da chegada do primeiro automóvel importado para Portugal, com o regresso do Panhard et Levassor à cidade que o recebeu, em 1895. 

Propriedade do Conde de Avillez, o veículo que demorou três dias, entre Lisboa e Santiago do Cacém,a uma velocidade de 20 km/hora, atropelou um burro e causou espanto entre os habitantes quando circulou pela primeira vez nas ruas de Santiago do Cacém.

“Ainda causa algum espanto e imagino como seria conduzir um carro deste”, disse um dos muitos curiosos que durante a tarde quiseram ver esta autêntica relíquia que ficou exposta junto ao edifício da Câmara de Santiago do Cacém. Durante a tarde, a Avenida D. Nuno Alvares Pereira, serviu de palco à exposição de carros antigos e a uma gincana clássica do Clube de Automóveis Antigos da Costa Azul. 

Durante as comemorações, foi descerrada uma placa no edifício que serviu de garagem ao veículo e que aloja agora a Antena Miróbriga. Para o presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, trata-se de “uma data histórica”.

“É uma forma de projetar Santiago do Cacém, não só do ponto vista cultural como histórico, porque temos aqui o Panhard que está no Porto e foi transportado até Santiago do Cacém para que os mais curiosos possam ver esta relíquia”, sublinhou o autarca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*