Santiago do Cacém: PSD e CDS-PP vão concorrer coligados nas próximas eleições autárquicas

 

O PSD e o CDS-PP vão concorrer coligados à Câmara de Santiago do Cacém nas próximas eleições autárquicas. A candidatura que tem como lema ‘Santiago do Cacém Merece Mais’ foi apresentada, esta quinta-feira, em Santiago do Cacém.

Luís Santos, é o rosto de uma coligação considerada ‘histórica’ pelos militantes por se tratar da primeira vez que ambos os partidos vão concorrer coligados neste concelho.

Uma estratégia que tem como objetivo “acabar com o retrocesso a que o município está votado”, defende o candidato que se diz “descontente” com as “políticas que têm sido implementadas pelos sucessivos executivos” de maioria comunista.

“O concelho de Santiago está a regredir de uma forma bastante clara e por isso entendi que esta é uma boa oportunidade para dar voz a esse descontentamento e aquilo que boa parte da população pensa”, sublinhou o candidato.

A visão que a coligação tem para o concelho assenta em seis pilares fundamentais, desde o apoio ao investimento ao turismo. “O apoio à iniciativa privada e ao investimento é muito fraco, uma aposta clara e muito forte no turismo, um setor onde é mais gritante a inércia do nosso executivo”.

“O apoio às lideranças pró-ativas das nossas associações e coletividades mas com o reconhecimento do mérito das atividades que são realizadas porque muitas vezes estas associações realizam iniciativas cujo apoio da autarquia tem em vista a colagem ao evento”, adiantou Luís Santos que defendeu um “apoio social mais próximo e objetivo aos nossos munícipes”, acrescentou.

O candidato diz que o espírito empreendedor da população do concelho de Santiago do Cacém não é incentivado pelo poder local. “Qualquer empreendedor sente-se desmotivado quando percebe que não só não é incentivado como apenas é valorizado quando dá jeito para alguma noticia ou publicação”, criticou.

Entre as prioridades, Luís Santos diz que é necessário promover e incentivar o desenvolvimento económico e social. “Temos um concelho com características fantásticas e com um potencial enorme e que é esta a hora de transformar esse potencial em oportunidades e geração de riqueza”, sublinhou.

A coligação defende uma visão de futuro e uma estratégia muito bem definida para o concelho e propõe-se fazer um trabalho “sério, competente e produtivo” para “retirar o concelho da mediocridade em que se encontra”.

Em declarações aos jornalistas, Luís Santos diz que vai fazer uma campanha de proximidade. “Estar junto das pessoas é um lugar onde gosto de estar mas também gosto de trabalhar de forma efetiva, produtiva e com objetivos”, explicou o cabeça de lista que não só quer reforçar a votação como vencer as próximas eleições. “Os responsáveis pela coligação entendem que um bom resultado passa por conseguir um segundo vereador e ter uma palavra a dizer nos destinos da autarquia mas eu não entro nestas eleições convencido a cem por cento de que não seja possível vencê-la e é nesse sentido que vou trabalhar”, garantiu.

Além de Luís Santos, a coligação anunciou ainda a candidatura de Luís Raposo à União de Freguesias de Santiago do Cacém, Santa Cruz e S. Bartolomeu da Serra.

Carlos Pereira Dias é o mandatário da lista, Raquel Freitas é a mandatária financeira e Rui Piedade o diretor da campanha.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *