Simulacro testa meios de combate a incêndio florestal nas Ruínas Romanas de Troia

Um simulacro de incêndio florestal nas imediações das Ruínas Romanas de Troia, esta terça-feira, vai testar a resposta das autoridades perante um cenário de risco elevado do qual resultam feridos graves.

No teste à operacionalidade do Plano Especial de Intervenção de Troia participa o comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, Bombeiros Mistos de Grândola, GNR e Serviço Municipal de Proteção Civil.

A operação simula um incêndio florestal que atinge o complexo das ruínas romanas de Troia num dia de abertura ao público e do qual resultam feridos graves.

O simulacro acontece no âmbito do projeto internacional STORM, e será um dos dois previstos para este ano. Trata-se de um projeto que visa a salvaguarda do património cultural através da gestão partilhada de recursos técnicos e organizacionais e o município de Grândola é um dos membros do consórcio internacional em parceria com as ruínas romanas de Troia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *