Sindicato Independente dos Médicos preocupado com perda significativa de médicos

O secretário regional do Sindicato Independente dos Médicos (SIM) está preocupado com a perda significativa de médicos em áreas importantes do Hospital do Litoral Alentejano (HLA), em Santiago do Cacém.

Armindo Ribeiro, que integrou uma delegação composta pelo presidente do Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos e representantes do SIM, esteve reunido com a administração da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano.

Após o encontro, em declarações à Miróbriga, o dirigente diz que a unidade tem perdido médicos em áreas importantes como a gastroenterologia e a pediatria.

A reunião, que se realizou esta quinta-feira, serviu para discutir problemas como a captação de médicos; a urgência pediátrica deficitária e as dificuldades especificas de cada serviço da ULSLA.

Armindo Ribeiro diz que o Sindicato Independente dos Médicos tem alertado para a adoção de medidas preventivas mas nada tem sido feito.

De acordo com dados disponibilizados pelo Conselho de Administração da ULSLA, apenas cinquenta por cento do quadro de pessoal está preenchido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *