Sines: AMN conclui investigação ao derrame de fuel-oil no Porto de Sines

 

O Serviço de Investigação Criminal do Comando Regional da Polícia Marítima do Centro concluiu as investigações do derrame de fuel-oil do navio “MSC PATRICIA” no Porto de Sines e remeteu ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Setúbal, o processo-crime relativo ao crime de poluição por navio, anunciou a Autoridade Marítima Nacional.

O caso, ocorrido a 2 de outubro de 2016, resultou no derrame de várias toneladas de fuel-oil, no porto de Sines, e, recorda a AMN “motivou o encerramento à navegação do Terminal XXI durante dois dias”.

O inquérito declarado como urgente e em segredo de justiça pelo Ministério Público de Santiago do Cacém e que transitou posteriormente para o DIAP de Setúbal, foi concluído em pouco mais de três meses”, salienta a Autoridade Marítima Nacional.

Neste processo, o Serviço de Investigação Criminal da Polícia Marítima contou com a colaboração do Grupo de Mergulho Forense da Polícia Marítima, que efetuou a recolha probatória subaquática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *