Sines: PCP exige saber origem dos maus cheiros

mascara-de-gasOs níveis de poluição em sines estão na origem de um comunicado tornado público esta semana pela comissão concelhia do PCP. Os comunistas acusam a Câmara de impotência perante as empresas e defendem o envolvimento mais activo da população.

Rita Paulo

A Comissão Politica da Concelhia de Sines do PCP está preocupada com “uma nuvem de gás que tem vindo a instalar-se em Sines nos últimos dias.No documento os comunistas dizem que o ar irrespirável no interior das habitações prejudica o ambiente em que os sinienses vivem, “as emissões ocorrem na grande maioria durante a noite e madrugada o que apenas faz sobressair o caráter deliberado e criminoso por quem pratica estes actos” acusa o comunicado do PCP.

Para a Comissão Concelhia de Sines do PCP é importante investigar que tipo de gases são estes e quais os efeitos na saúde da população.Ricardo Balona, coordenador da Comissão Concelhia de Sines do PCP, relembra que se deve perceber quais são as causas e as consequências do mau cheiro.

Recorde-se que a Câmara Municipal de Sines questionou recentemente as empresas da plataforma industrial sobre as origens do mau cheiro, mas as respostas foram inconclusivas.No mesmo comunicado, o PCP considerou que a posição da autarquia ”peca por insuficiente e passa ao lado das questões relevantes” nomeadamente o papel das autoridades e da Câmara Municipal.

De acordo com Ricardo Balona a população deve ter um papel ativo na questão do ambiente e a autarquia pode e deve fazer mais.O PCP considera que o mais importante é resolver esta situação de forma definitiva para que não se volte a repetir.