Sines: PSA não renova contrato a 50 trabalhadores no Terminal XXI

DJI00224

Cerca de cinquenta trabalhadores que exerciam funções no Terminal XXI, concessionado à empresa PSA Sines, foram para o desemprego alegadamente por quebra na produção.

Os trabalhadores da Laborsines, empresa de trabalho portuário, foram apanhados de surpresa esta semana após receção de uma carta a dar conta da cessação de funções e da não renovação do contrato de trabalho, em vigor há um ano.

Ao que a Miróbriga conseguiu apurar, a alegada quebra na produção poderá estar relacionada com o cancelamento de uma das escalas da MSC ‘Austrália Express’.

Contactada pela Miróbriga, as empresas PSA Sines e Laborsines não quiseram prestar esclarecimentos.

Recorde-se que no início deste ano a PSA anunciou um investimento de 40 milhões de euros para aumentar a capacidade do Terminal XXI e a criação de 100 postos de trabalho.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*