Volta ao Alentejo: Barbero mantém Amarela

Manuel Cardoso (Banco BIC/Carmim) venceu ao sprint a terceira etapa da 32ª Volta ao Alentejo Liberty Seguros discutida entre Redondo e Mértola. O “TGV do Norte”, como é apelidado no pelotão, foi o mais forte a concluir a maior tirada da competição que chegou aos 205km. Atrás de Manuel Cardoso ficou Filipe Cardoso (Efapel/Glassdrive), na segunda posição, e Erik Bystrem (Team Oster HUS-Ridley) em terceiro lugar.

Chegada 3 EtapaCom o triunfo em Mértola, o sprinter de Paços de Ferreira que vem de uma longa lesão regressou às vitórias e não deixou de agradecer à equipa. “Tenho passado por alguns problemas e mesmo assim o Banco BIC-Carmim apostou em mim desde o início. Disseram-me para estar tranquilo, confiaram sempre no meu trabalho, na minha seriedade e no meu profissionalismo. Fizeram-me acreditar que o meu momento havia de chegar”, confessou Manuel Cardoso.Visivelmente tranquilo ainda rematou: “Tem sido um pequeno calvário, mas as coisas agora começam a encarreirar, começo a sentir-me bem e estou feliz nesta equipa onde as pessoas gostam e apostam em mim!”

A vitória portuguesa não beliscou a liderança espanhola de Carlos Barbero (Euskadi), que ao furar nos últimos três quilómetros, foi cronometrado com o tempo do grupo onde vinha inserido (a 1 minuto e 28 segundos do vencedor da etapa) e manteve a Camisola Amarela Liberty Seguros. Barbero continua no comando da “Alentejana” com seis segundos de vantagem sobre Eduard Prades (OFM/Quinta da Lixa) e nove sobre Ryan Anderson (Team Optum).