Cem presépios de rua animam Abela até 6 de janeiro

A aldeia de Abela, no concelho de Santiago do Cacém, volta a cumprir a tradição com a instalação, pelas ruas da localidade, de mais de uma centena de presépios conferindo-lhe o título de ‘Aldeia dos Presépios’.

O desafio lançado há cinco anos por um aluno da catequese ao qual a população respondeu com a criação de presépios expostos nas ruas da aldeia tem vindo a conquistar cada vez mais adeptos, refere o padre Paulo do Carmo.

“É muito interessante porque a ideia é um presépio por família e cada casa faz o seu presépio e coloca-o à porta e percebemos que o presépio representam as profissões de cada família”, revela.

A maioria dos presépios “são feitos com materiais” das profissões “que existem nessas casas” refere o pároco dando como exemplo presépios “feitos de bolos por doceiras que trabalham numa pastelaria” ou “presépios em ferro, cortiça, pneus” envolvendo toda a família.

“Assim, todos juntos, trazemos para a rua aquilo que verdadeiramente é o Natal, o nascimento de Jesus que veio ao mundo há mais de dois mil anos”, adianta.

A iniciativa “A’Bella, uma família, um presépio” já vai na 5ª edição e todos os anos tem como objetivo promover a localidade que, por estes dias, recebe centenas de visitantes e permite o convivo entre famílias.

“Na última edição passamos dos cem presépios e este ano contamos no mínimo com 100 presépios que vão ‘emprestar’ o espírito natalício” à aldeia.

E presépios para todos os gostos não faltam, construídos com “materiais diversos” e de “diferentes dimensões” que vão ficar expostos por toda a aldeia de Abela. 

Na praça principal da aldeia volta a ser instalado um “presépio vivo” realizado pelo agrupamento de escuteiros de Santiago do Cacém.

“Este é um evento que traz sobretudo famílias à aldeia e é interessante ver os filhos, netos e avós a tirar fotografias e a discutir qual deles o mais bonito e a surprenderem-se com os materiais escolhidos”, explica o padre Paulo do Carmo.

A novidade deste ano é a programação musical e cultural aliada a este evento, que arranca no domingo, às 15:00, com a celebração da eucaristia, na Igreja Paroquialm seguindo-se, às 15:45, a atuação de Rui Matos e Mariana Guerreiro, no exterior da Igreja.

Em simultâneo é inaugurada o som de rua seguida de uma visita pelos presépios, venda de bolos e artesanato.

No dia 16 de dezembro, o programa prevê a atuação de Cleber Tarcísio, a partir das 15:00, com venda de bolos e artesanato.

No dia 6 de janeiro, pelas 16:00, está previsto um concerto de Reis, na Igreja Paroquial de Abela. 

A iniciativa termina no dia 6 de janeiro de 2019. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *